quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

Introdução

Cá estamos Mais uma vez na Índia...
Este novo blog pretende ir mostrando a familiares e amig@s (mas pode ser visto por todos) como e por onde andamos.
Esta é a minha 7ª viagem à Índia e a 4ª da Anabela e mesmo assim é como se fosse a primeira. Sabemos mais ou menos o que vamos encontrar, mas ao mesmo tempo sabemos que tudo será diferente. Sabemos que vamos ver muitas "coisas" que já vimos anteriormente e que nos parecerá ser a primeira vez que as vemos...  
No início mostrarei a nossa viagem dia a dia, agrupando os dias em semanas. Mais tarde, após o nosso regresso, a pouco e pouco farei, tal como fiz no meu outro blog - De volta à Índia - uns comentários mais desenvolvidos a que juntarei algumas fotografias mais. Vão clicando abaixo em nº semana.
NOTA: só as datas que constam nos posts das semanas é que são reais... todas as outras têm em vista ordenar os posts.

1ª semana - de 26 de Novembro a 2 de Dezembro de 2015

2ª semana - de 3 a 9 de Dezembro de 2015

3ª semana - de 10 a 16 de Dezembro de 2015

Para além da espécie de diário que se mostra nas "semanas" acima, juntaram-se em Diversos algumas fotos organizadas por assuntos.

Infelizmente, e por motivo de força maior, tivemos que interromper o "nosso périplo" pela Índia (não, não adoecemos, nem tivemos qualquer acidente... os nossos agradecimentos a quem se preocupou connosco!...). Regressámos a Portugal dia 16 de Dezembro...
Inicialmente prevíamos publicar um mapa por semana... com a antecipação do regresso parece-nos que um só mapa é suficiente.




quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

1ª semana (26Nov - 2Dez2015)

26 de Novembro de 2015 - Porto - Dubai...
De comboio saímos do Porto (Campanhã) às 6h 47h a caminho de Lisboa (Oriente), onde chegámos às 9h 22m. Fomos de Metro para o aeroporto, tratámos do check in e embarcámos. O avião da Emirates Airlines, com destino ao Dubai, estava nos ar às 13h 35m,, iniciando-se assim a primeira parte da nossa viagem (um pouco mais de 6 horas).

27 de Novembro de 2015 - ...Dubai - Chennai
A estada no Dubai foi muito curta, pois chegámos às 1h 15m (hora local, mais 4h que em Portugal) e às 2h 50m já estávamos outra vez no ar a caminho de Chennai. Muito pontuais, chegámos às 8h 15m (mais cinco horas e meia que em Portugal). Acabou-se a pontualidade!... Seriam umas dez e meia quando acabámos de tratar das burocracias de entrada e de levantar a bagagem!... Depois foi a confusão do transito, as apitadelas, a poeira e o calor - 31º - numa viagem de táxi até ao hotel que durou hora e meia.

28 de Novembro de 2015 - Chennai
Primeiro dia completo em Chennai. É muito difícil circular na cidade, pois a construção das linhas do Metro põem tudo de pantanas! Mesmo assim lá fomos fazer um passeio pela cidade visitando alguns templos. Primeiro o de Kapaleeshwarar, depois o de Parthasarathy... e a seguir outros templos visitando, pelo meio, dois armazéns (o condutor do moto-riquexó "obrigou-nos" pois assim recebe uma comissão mesmo que não compremos nada!). Terminámos o dia na praia - Marina Beach - ...mas sem banho!...

29 de Novembro de 2015 - Chennai - Puducherry
Resolvemos rumar mais ao sul... Ao fim da manhã, de táxi, tomámos a estrada para Puducherry, capital da antiga Índia Francesa e onde ainda se nota muita influencia daquele país. Ao chegar a Puducherry começou a chover... muitas abertas... mas também muitas bátegas... Fomos passeando pela cidade  e por duas vezes tivemos que nos abrigar em igrejas(!). De uma das vezes acabámos por assistir a uma missa celebrada e cantada em francês...

30 de Novembro de 2015 - Puducherry
A chuva continua... De manhã ainda esteve aceitável, mas de tarde choveu a cântaros! Felizmente, para além das igrejas, há os templos, os cafés e os restaurantes... Ao fim da tarde/início da noite fomos ver o templo de Manakula. Tínhamos reservado quarto para 3 dias numa guest house em Auroville (14Km de Puducherry), informando que entraríamos ontem. Como não foi possível ir, quando lá chegámos hoje já não havia quartos livres! Ainda bem! Teríamos ficado longe de tudo, no meio do nada e enlameados! Na cidade sempre há que fazer fora do quarto.

1 de Dezembro de 2015 - Puducherry
Chuva e mais chuva... e ainda mais chuva! Já comprámos um guarda chuva! (para além ser impermeável... não abre, mas fecha automaticamente!). Passamos o tempo de café em café! Um expresso aqui, um bolito acolá, uma refeição completa agora, uma dosa masala depois... assim vamos engordando!

2 de Dezembro de 2015 - Puducherry - Bangalore
Como a chuva não pára e as previsões são para continuar, resolvemos sair de Puducherry tomando um comboio nocturno para Bangalore (a nova grafia aponta para Bengaluru). Saímos às 20h 50m e lá tínhamos à nossa espera (um lote para cada um de nós) uma almofada, um cobertor, dois lençóis e uma pequena toalha! Comboio quase esgotado e noite razoavelmente bem passada!


terça-feira, 19 de janeiro de 2016

Um passeio pela cidade - Chennai

Chennai, que há uns anos atrás era conhecida por Madras (Madrasta na forma portuguesa), é a capital do estado de Tamil Nadu e o maior centro comercial e industrial do sul da Índia. Face ao desenvolvimento da industria automóvel é conhecida como a Detroit indiana. É a quinta maior cidade da Índia, sendo a quarta em termos de população (cerca de 4,7 milhões). Só por curiosidade: é a 36ª maior área urbana do mundo. 
No nosso passeio pela cidade verificámos que as obras de construção do metro condicionam, e muito (!), a circulação de pessoas e viaturas e enchem tudo de pó... que com a chuva se transforma em lama! 
Aqui ficam alguns aspectos das obras e do movimento da cidade...
Estação central de Chennai.
Uma máquina em manobras...
Interior de uma outra estação de comboios em Chennai
A igreja de Santo André (St. Andrew's church) e uma das muitas estátuas douradas que se encontram pela cidade (não fazemos ideia de quem seja... está tudo escrito em hindi - alfabeto devanágari).
O Ripon Building, recentemente restaurado (inaugurado em 1688), sede da Corporation of Chennai que corresponde mais ou menos à Câmara Municipal, que é o mais antigo edifício municipal da Commonwealth fora da Grã Bretanha. 
Ao lado do Ripon Building, o Saravana Bhavan
O transito em Chennai... uma pequena amostra,,,
Num jardim... uma locomotiva e, um pouco mais á frente...
...roupa a secar num gradeamento de um jardim.
Fachada de um colorido restaurante...
Duas fotos no novo hospital de Chennai
Uma rua
Uma das entradas para o "complexo" do templo Parthasarathi (templo que mostro num outro post), situada a mais de um quilómetro da parte que visitámos.
A Universidade de Chennai ao por de sol...



O Templo de Parthasarathy

Saímos com a ideia de irmos visitar o templo de Kapaleeshwarar, o mais visitado e talvez o mais bonito destes templos em Chennai... mas quando lá chegámos vimos que estava todo tapado! A "repintura" das figuras, que é feita de 12 em 12 anos, estava a decorrer...
Tomámos outro destino e fomos ver o templo de Parthasarathy, mais pequeno mas também muito interessante. Logo à chegada um neon anuncia que o templo cumpre a norma ISO 9001 - 2008!
Mais sossegados porque o templo cumpre a norma ISO 9001, deixámos os sapatos no moto riquexó que nos trouxe até aqui e entrámos...
Estas foram as três fotos que tirei até um "segurança" me informar que era proibido tirar fotos dentro do templo! Será da norma ISO 9001?


Como não há mais fotos dentro do templo... aqui ficam algumas tiradas do lado de fora.
A gopuram (espécie de pórtico) principal do templo. Por baixo fica a entrada principal 

A gopuram dourada no centro do templo...
 ...e alguns pormenores da gopuram principal
 
 
 
 
 
 O topo da gopuram principal
 
Namastê... (eu te saúdo!)

Outros templos...

Vamos aqui mostrar dois templos: o primeiro é o templo de Sri Ramakrishna Math e depois um templo católico, a igreja de São Tomé.

Entrada para o "complexo" do templo de Sri Ramakrishna Math. Apesar de ter sido consagrado no ano 2000, esta religião já tinha seguidores em Chennai desde 1897, altura em que a cidade foi visitada por Swami Vivekananda.
O templo propriamente dito
 Interior do templo. As portas ao fundo costumam estar totalmente abertas, mas quando entrámos estavam a fechá-las... só já estavam abertos dois dos painéis. 
 Vistas do exterior: uma janela...
 ...e uma entrada lateral.
A igreja de São Tomé (muitas vezes referida como Catedral de São Tomé) é um templo enorme que, segundo a tradição, foi construído sobre o túmulo de São Tomé que terá morrido nesta região no ano 72 (NOTA - é uma das três únicas igrejas no mundo construídas sobre o túmulo de um Apóstolo!).
Vista exterior
À entrada
 Vistas do interior
 




 São Francisco Xavier
  Encaminhando-nos para a saída...
Para terminar uma imagem interessante... Nossa Senhora vestida com um sari!